domingo, 6 de maio de 2012

Saiba mais sobre os fatos sociais, de Émile Durkheim


Saiba mais sobre os Fatos Sociais



ATIVIDADE 01 (Objetivo: Realizar uma pesquisa através das letras de música para observar a presença do “fato social” e como os compositores o retrata em suas canções.)
Assunto: Fato Social







Pequeno Cidadão

(Arnaldo Antunes/Antônio Pinto)


Agora pode tomar banho,
Agora pode sentar pra comer,
Agora pode escovar os dentes,
Agora pega o livro, pode ler.
Agora tem que jogar vídeo game,
Agora tem que assistir TV,
Agora tem que comer chocolate,
Agora tem que gritar pra valer!
Agora pode fazer a lição,
Agora pode arrumar o quarto,
Agora pega o que jogou no chão,
Agora pode amarrar o sapato.
Agora tem que jogar bola dentro de casa,
Agora tem que bagunçar,
Agora tem que sujar de lama,
Agora tem que pular no sofá!
É sinal de educação,
Fazer sua obrigação,
Para ter o seu direito de pequeno cidadão
,
É sinal de educação,
Fazer sua obrigação,
Para ter o seu direito de pequeno cidadão
.
Disponível em: http://letras.terra.com.br/pequeno-cidadao/1515564/ Acesso em 05/12/2012



O sociólogo francês Émile Durkheim (1858-1917), tido por muitos como um dos pais da sociologia moderna, define em seu livro, “As Regras do Método Sociológico” (1895), que o objeto de estudo da Sociologia deve ser o fato social, pois ele deriva da vida em sociedade, que é caracterizada pelo conjunto de fatos sociais estabelecidos.
Podemos classificar como fatos sociais as regras jurídicas, morais, dogmas religiosos, sistemas financeiros, maneiras de agir, costumes, etc., enfim, todo um conjunto de “coisas”, exteriores ao indivíduo e aplicáveis a toda a sociedade, que são capazes de condicionar ou até determinar suas ações; sendo esta “coisa” dotada de existência própria, ou seja, independente de manifestações individuais. No entanto, devemos ressaltar que nem todo fato comum em determinada sociedade pode ser considerado fato social, não é a generalidade que serve para caracterizar este fenômeno sociológico, mas sim a influência dos padrões sociais e culturais, da sociedade como um todo, sobre o comportamento dos indivíduos que integram esta sociedade; como exemplo podemos citar o alto índice de suicídios no Japão. Não são apenas fatos individuais e particulares que levam esses indivíduos ao suicídio, mas toda a cultura e a formação social daquele país; se considerássemos outra cultura e outros padrões sociais, talvez esses indivíduos, com as mesmas frustrações particulares, não optassem pelo suicídio. Este fenômeno pode ser considerado não apenas um fato social, mas também, um fato psicológico. Fatos sociais não devem ser confundidos com os fenômenos orgânicos e nem com os psíquicos, que constituem um grupo distinto de fatos observados por outras ciências.

Características do fato social
Coercitividade – característica relacionada com o poder, ou a força, com a qual os padrões culturais de uma sociedade se impõem aos indivíduos que a integram, obrigando esses indivíduos a cumpri-los.
Exterioridade – relaciona-se ao fato de esses padrões culturais serem exteriores ao indivíduo e independentes de sua consciência.
Generalidade – os fatos sociais são coletivos, ou seja, eles não existem para um único indivíduo, mas para todo um grupo, ou sociedade.
Disponível em: http://www.infoescola.com/sociologia/fatos-sociais/ Acesso em 05 jan. 2012.

Descrição da Atividade: Os alunos devem pesquisar canções de música brasileira que em suas letras de alguma maneira pode ser observada a presença do “fato social”. Levar as letras impressas ou escritas para a sala de aula para apresentar a turma e realizarem uma discussão aliando a teoria e os exemplos coletados nas canções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário