segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Prova de Sociologia (UFU 2012)

Confira a correção do vestibular da UFU 2012/2
SOCIOLOGIA
QUESTÃO 51
Nas Ciências Sociais, particularmente na Ciência Política, definir o Estado sempre foi  uma tarefa prioritária. As tentativas nesta direção fizeram com que vários intelectuais vissem  o Estado de formas diferentes, com naturezas diferentes. Numa palestra intitulada Política  como vocação,  Max Weber nos adverte, por exemplo, que o Estado pode ser entendido  como uma relação de homens dominando homens. No trecho da canção d´O Rappa,  Tribunal de Rua, dominação é o que se percebe, também, na relação entre cidadãos e  policiais (braço armado do Estado). 
 
A viatura foi chegando devagar
E de repente, de repente resolveu me parar
Um dos caras saiu de lá de dentro
Já dizendo, aí compadre, você perdeu
Se eu tiver que procurar você tá fodido
Acho melhor você ir deixando esse flagrante comigo [...].
O Rappa. Lado A Lado B. Warner, 1999.
 
A partir da perspectiva weberiana, relacionada ao trecho da canção acima, evidenciase que a dominação do Estado
A) é exercida pela autoridade legal reconhecida, daí caracterizar-se fundamentalmente  como dominação racional legal.
B) é estabelecida por meio da violência prioritariamente exercida contra grupos e classes  excluídos social e economicamente.
C) ocorre a partir da imposição da razão de Estado, ainda que contra as vontades dos cidadãos que, normalmente, àquela resistem.
D) a exemplo da dominação de outras instituições, opera de forma genérica, exterior e  coercitiva.


resposta:[A]
 
QUESTÃO 52
Dentre as várias interpretações sobre a brasilidade, destaca-se aquela que atribui a  nós, brasileiros, os recursos do jeitinho, da cordialidade e da malandragem.   De acordo com as leituras weberianas aplicadas à realidade brasileira (por autores tais  como: Sérgio Buarque de Hollanda, Gilberto Freyre, Roberto Damatta), a malandragem  significaria
A) a manifestação prática do processo de miscigenação que combinou elementos genéticos pouco inclinados ao trabalho.
B) a consagração do fracasso nacional representado pela incapacidade de desenvolver formas capitalistas de relações sociais.
C) a inovação de um estilo especial de se resolver os próprios problemas, que tem sua origem nas tradições ibéricas.
D) a materialização da oposição popular ao trabalho e ao imperialismo europeu, como característica de resistência de classe.


resposta:[C]

QUESTÃO 53
Leituras comuns acerca da democracia associam seu conteúdo, exclusivamente ao universo eleitoral. Todavia, outras dimensões da democracia são igualmente importantes, como testemunha o trecho da canção Da lama ao caos de Chico Science e Nação Zumbi
 
Oh, Josué eu nunca vi tamanha desgraça
Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça
Peguei o balaio, fui à feira roubar tomate e cebola
Ia passando uma velha e pegou a minha cenoura
Aí minha velha, deixa a cenoura aqui
Com a barriga vazia não consigo dormir
E com o bucho mais cheio começei a pensar
Que eu me organizando posso desorganizar
Que eu desorganizando posso me organizar
Que eu me organizando posso desorganizar [...]


Nessa canção, outra dimensão da democracia, além da eleitoral é apresentada por meio da noção de:
A) participação política presente no verso "Que eu me organizando posso desorganizar".
B) solidariedade, presente no verso "Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça.
C) respeito à diversidade, presente no verso "E com o bucho mais cheio começei a pensar".
D)  igualdade econômica e social, presente no verso "Peguei o balaio, fui à feira roubar tomate e cebola".


resposta:[A]


QUESTÃO 54

A tirinha de Quino, acima ilustra a concepção de fato social, segundo Durkheim. Para o autor, é característica do fato social:

A) ser geral e igual em todas as sociedades.
B) dar liberdade ao indivíduo, em uma dada sociedade, de praticar ações e atitudes ligadas ao senso crítico.
C) ser particular de cada indivíduo, sem interferência do grupo social no qual está inserido.
D) exercer sobre o indivíduo uma coerção exterior.


resposta:[D]

QUESTÃO 55 

Levando em consideração as relações do sistema de produção fordista e demais  sistemas de produção e suas consequências, constata-se que o trabalho no sistema 
A) taylorista baseia-se em trabalhadores multifuncionais, sendo que cada posto de trabalho  executa várias tarefas, a fim de diminuir os custos de produção.
B) fordista caracteriza-se pela separação entre elaboração e execução no processo de  trabalho, proporcionando a alienação.
C) fordista é repetitivo e parcelado, gerando trabalhadores felizes e satisfeitos por não  necessitarem de longos processos de capacitação para o trabalho.
D) toyotista tem a produção vinculada à demanda, ocasionando flexibilização e evitando,  assim, as demissões e a precarização, além de possibilitar a utilização racional da força  de trabalho.

resposta:[B]

QUESTÃO 56
De um ponto de vista histórico, a Sociologia como disciplina científica surgiu ao longo do século XIX, como uma resposta acadêmica para os novos desafios da modernidade. Além das concepções advindas da Revolução Francesa e dos fortes impactos gerados pela Revolução Industrial na estrutura da sociedade, muitos outros processos também contribuíram para essa nova configuração da sociedade.
Em seu desenvolvimento ao longo do século XIX, a Sociologia esperava entender
A) os grupos sociais e as causas da desintegração social vigente.
B) como a Revolução Industrial encerrou a transição entre feudalismo e capitalismo, sem prejuízo da classe trabalhadora, pois foi beneficiada por esse processo.
C) a subjetividade dos indivíduos nas pesquisas sociológicas, como uma disciplina científica com metodologia própria.
D) a Revolução Francesa como um marco revolucionário que modificou o pensamento, apesar de manter as tradições aristocratas.

resposta:[A]

QUESTÃO 57
O Egito passou recentemente por uma mudança política desencadeada por revolta popular, culminando na renúncia do presidente Hosni Mubarak que estava há 30 anos no poder. Além do Egito, os levantes no mundo árabe, inspirados no exemplo da Tunísia, espalharam-se por Jordânia, Iêmen, Argélia, Síria, Mauritânia, Sudão, Omã e outros países. Singular no caso do Egito é o papel importante que, nos últimos anos, as comunidades de jovens ativistas blogueiros vêm desempenhando no movimento de oposição.
Nessa perspectiva, o ciberespaço
A) tornou-se uma outra forma de controle pelo Estado, que estabelece quem são os provedores e quem terá acesso às informações, impossibilitando a formação de movimentos sociais.
B) é caracterizado pelo manejo da informação, com consequências indiretas na cidadania.
C) estabelece formas contemporâneas de sociabilidade, que são preferencialmente relações intensas de conveniência e inconsequentes no mundo real.
D) é o espaço de emergência de novas sociabilidades, uma vez que nele se estabelecem construções de espaços simbólicos que podem gerar transformações ou novas relações culturais.

resposta:[D]

QUESTÃO 58
A estética nas diferentes sociedades vem geralmente acompanhada de marcas corporais que individualizam seus sujeitos e sua coletividade. Discos labiais, piercings, tatuagens, mutilações, pinturas, vestimentas, penteados e cortes de cabelo são algumas marcas reconhecíveis de um inventário possível das técnicas corporais em toda sua riqueza e diversidade. Embora universal, as formas das quais se valem os grupos e indivíduos para se marcarem corporalmente são vistas, às vezes, como estranhas a indivíduos que pertencem a outros grupos.
Essa atitude de estranhamento em relação ao diferente é considerada conceitualmente como
A) preconceito: reconhece no valor das raças o que é correto ou não na estética corporal.
B) relativização: o outro é entendido nos seus próprios termos.
C) etnocentrismo: só reconhece valor nos seus próprios elementos culturais.
D) etnocídio: afasta o diferente e procura transformá-lo num igual.

resposta:[C]

QUESTÃO 59
Na obra Grande Sertão: veredas, Guimarães Rosa apresenta dois personagens - Riobaldo e Diadorim -  numa relação inusitada de atração. A trama se desenvolve como uma relação entre pessoas do mesmo sexo. As semelhanças nas aparências escondem, porém, diferenças de origem biológica, porque se trata de uma mulher (Diadorim) que se passa socialmente por homem.

Escrita em 1956, essa obra de Guimarães Rosa trata de uma temática extremamente contemporânea, que é
A) a superação do conceito de sexo, biologicamente herdado, pelo conceito de transexualidade, como categoria cientificamente possível.
B) a superação do conceito de sexo, de natureza biológica, pelo conceito de gênero, de natureza sociocultural.
C) a superação do conceito de sexo, de origem natural, pelo conceito de opção sexual, de natureza individual.
D) a superação do conceito de sexo, de viés anatômico, pelo conceito de homossexualidade.

 resposta:[B]


QUESTÃO 60

Em uma passagem de As aventuras do Barão de Munchausem, personagem do folclore alemão, ele e seu cavalo encontram-se atolados em um pantanal e, para sair dessa situação, o Barão puxa a si mesmo pelo cabelo, levantando-se, com sua montaria, do terreno movediço. Em mais de uma ocasião, os sociólogos usaram essa metáfora para aludir ao modo pelo qual os positivistas procuravam um método objetivo, neutro, livre das ideologias.
Em oposição a essa suposta objetividade, Marx criticou veementemente os positivistas, uma vez que, para o autor,
A) o método possui uma objetividade parcial, pois na escolha do objeto entra em ação a ideologia do autor, que não interfere, entretanto, na análise dos acontecimentos.
B) a análise social, a partir da perspectiva do operariado, deve contribuir para a harmonia das relações sociais de produção.
C) a análise das condições de vida do proletariado europeu do século XIX deve incidir sobre a crítica social, com vistas à reforma da sociedade burguesa.
D) o método deve contribuir não só para a interpretação, mas igualmente para a transformação social.

resposta:[D]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário