sexta-feira, 17 de junho de 2011

Confira a correção da Prova de Sociologia da UFPR 2011 (2ª fase)


01 - Weber concebe a Sociologia como uma ciência interpretativa, cujo objeto é a ação social, a qual deve ser compreendida pelo sentido que lhe atribuem os atores sociais.
O que é a ação social para Weber?
Na sociologia, ação social refere-se a qualquer ação que leva em contra ações ou reações de outros indivíduos e é modificada se baseando nesses eventos. O termo “ação social” foi introduzido por Weber, colocando que, o indivíduo realizando ações sociais não é passivo, mas potencialmente ativo e reativo.
02 - Em 2010, o IPEA divulgou um estudo mostrando que trinta milhões de brasileiros saíram da pobreza nos últimos anos no Brasil. Relacione redução da pobreza e mobilidade social.
O que ocorreu no Brasil foi a ascensão de uma classe social (mobilidade vertical), em função da distribuição de renda, seja pela maior oferta de empregos ou pelas políticas assistenciais do governo.
03 - “As classes sociais são agrupamentos que têm a mesma posição na estrutura de produção e mantêm relações umas com as outras, produzindo e reproduzindo a estrutura social”.
(ARAÚJO, S.; BRIDI, M. A.; MOTIM, B. Sociologia um olhar crítico, p. 26)
Com base nessa afirmação, discorra sobre as relações entre capital e trabalho na sociedade contemporânea.
Marx coloca que uma classe detém o capital, e outra é a força de trabalho ou mãode-obra. A luta de interesses dessas classes é um fenômeno evidente ainda no mundo contemporâneo, por isso, é possível usar o pensamento de Marx para analisar as relações entre capital e trabalho nos tempos atuais.
04 - Normalmente, quando se fala de socialização, se pensa no processo de interiorização de normas e de comportamentos sociais pela criança. Durkheim afirma que a socialização primária da criança, que ocorre nos primeiros anos de vida, é de responsabilidade da família, e a socialização secundária se faz em instituições como a igreja e a escola.
Considerando que vivemos no século XXI, que outras instituições participam hoje da socialização da criança? Cite duas e justifique sua escolha.
O aluno poderia discorrer sobre a participação da mídia, grupos de referências, como as bandas favoritas, clubes e várias outras instituições que participam do processo de socialização das crianças. Aí, naturalmente, vai do poder de argumentação do candidato.
05 - “O trabalho é o esforço para transformar a natureza e, nesse processo, o homem transforma a si mesmo”.
(Araújo, S.; BRIDI, M. A.; Motim, B. Sociologia um olhar crítico, p. 49)
Como aplicar essa afirmação no contexto da produção atual com grande predominância da tecnologia?
Pode-se abordar o tema sob várias óticas. Numa delas, podemos salientar que o
trabalhador qualificado tem maior reconhecimento e mercado de trabalho no mundo competitivo de hoje. Vale lembrar, também, que a tecnologia é fruto do trabalho humano, que absorve mão-de-obra qualificada em número cada vez maior. O “apertador de parafuso” vem perdendo espaço no mundo do trabalho, mas, ao mesmo tempo, abre-se um novo campo: o do conhecimento.
06 - O Estatuto da Criança e do Adolescente é um marco na luta pelos direitos civis desses segmentos da população brasileira. Qual a relação entre direitos da criança e do adolescente e democracia?
Se na democracia temos o Estado à serviço da sociedade, é natural que, pressionado por movimentos sociais, o Estado busque cumprir o seu papel central, que é atingir o bem comum. Neste contexto, garantir direitos e proteger quem precisa ser protegido responde aos anseios da sociedade na luta pelos direitos civis.
07 - A partir do livro O que é Sociologia? (Martins, 2004), responda: Em que circunstâncias históricas se deu o surgimento da sociologia ?
A Sociologia é fruto do pensamento moderno. Com a ascensão da burguesia e as transformações na sociedade advindas da Revolução Industrial e Revolução
Francesa, a sociedade passou a ser foco de investigação sob um olhar científico, principalmente com Durkheim, que estabeleceu um método de investigação para esta nova ciência.
08 - De acordo com Maquiavel, em todas as sociedades existem duas forças opostas, sendo uma aquela do povo de não desejar ser dominado nem oprimido pelos grandes, e a outra, a de quererem os grandes dominar e oprimir o povo.Ainda de acordo com Maquiavel, o problema político estaria em encontrar mecanismos que tragam a estabilidade nas mencionadas relações. O autor sugere duas respostas: Principado e República.
Na perspectiva de Maquiavel, quando o Príncipe é necessário?
Para Maquiavel, o Estado é que garante a vida da maioria das pessoas. Desta forma, quando o estado-nação é ameaçado, o Príncipe deve centralizar e manter o poder a qualquer custo, pois, os fins, neste caso, justificam os meios.
09 - Tomando como referência a leitura do livro Os clássicos da política (WEFFORT, 1991), explique por que Marx propunha a revolução como mecanismo para a superação do sistema capitalista.
Já que a História, para Marx, se dá no processo de lutas de classes, e no capitalismo temos a oposição de duas classes: capitalistas e trabalhadores, a superação do capitalismo e a promoção da igualdade só pode ocorrer através da revolução, por se tratar de uma mudança absolutamente radical.
10 - Em seu sentido mais amplo, cultura implica a transmissão de conhecimento, crença, arte, leis e costumes. De acordo com Laraia, situe o conceito de cultura em relação à ideia de aquisição inata, transmitida por mecanismos biológicos
(LARAIA, R. de B. Cultura um conceito antropológico. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2008).
Laraia se opõe ao pensamento de que há um determinismo biológico cultural. Se entendermos cultura como o patrimônio espiritual e material adquirido num processo que se dá dentro de grupos sociais, como a aquisição da linguagem, por exemplo, é evidente que ela não está impressa no código genético do indivíduo. É bom lembrar que, esse determinismo biológico, condenado por Laraia, serviu de base para conceitos como o de superioridade racial, defendida pelos nazistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário