quinta-feira, 8 de março de 2012

confira a correção das avaliações de Sociologia (segunda chamada)

AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA – SEGUNDA CHAMADA

PRIMEIRA SÉRIE

1. (UPE 2010) Dentre os principais autores articuladores da Sociologia na sua fase inicial de desenvolvimento, é CORRETO citar os nomes de:

a) Marx e Foucault.

b) Comte e Durkheim.

c) Descartes e Marx.

d) Aristóteles e Comte.

e) Durkheim e Chartier.

Resposta: [B]

2. (Uem 2012) Sobre a relação entre a revolução industrial e o surgimento da sociologia como ciência, assinale verdadeiro ou falso.

01) A consolidação do modelo econômico baseado na indústria conduziu a uma grande concentração da população no ambiente urbano, o qual acabou se constituindo em laboratório para o trabalho de intelectuais interessados no estudo dos problemas que essa nova realidade social gerava. ( )

02) A migração de grandes contingentes populacionais do campo para as cidades gerou uma série de problemas modernos, que passaram a demandar investigações visando à sua resolução ou minimização. ( )

04) Os primeiros intelectuais interessados no estudo dos fenômenos provocados pela revolução industrial compartilhavam uma perspectiva positiva sobre os efeitos do desenvolvimento econômico baseado no modelo capitalista. ( )

08) Os conflitos entre capital e trabalho, potencializados pela concentração dos operários nas fábricas, foram tema de pesquisa dos precursores da sociologia e continuam inspirando debates científicos relevantes na atualidade. ( )

16) A necessidade de controle da força de trabalho fez com que as fábricas e indústrias do século XIX inserissem sociólogos em seus quadros profissionais, para atuarem no desenvolvimento de modelos de gestão mais eficientes e produtivos. ( )

Resposta: [V,V,F,V,F]

3. (PITÁGORAS) Tomando por referência as discussões em sala de aula, apresente características da disciplina Sociologia.

Resposta: É uma disciplina recente historicamente e surgiu num período de grandes transformações das relações sociais, e seus pioneiros confundiam-se com militantes dessa transformação. Marx aborda, com profundidade, as relações internas do capitalismo que se inicia, percebendo e denunciando um novo processo de escravidão das pessoas na figura dos proletários. Weber elabora seu livro Ética protestante e o espírito capitalista , explicando como uma conjunção de fatores históricos, econômicos, sociais e religiosos propiciaram a efetivação do capitalismo. Durkheim desenvolve uma análise da sociedade, criando os conceitos de "Solidariedade Mecânica" e "Solidariedade Orgânica", em que observa uma mudança nas relações, que se complexificam. Eles apresentam um olhar peculiar da sociedade, o seu processo de transformação e sua influência sobre a vida das pessoas. A Sociologia nasce ou surge, em meio a uma transformação do mundo, como instrumento de análise, de reflexão e argumento para a ação da própria transformação. Durkheim e Marx fazem uso de uma linguagem estrutural, em que há um determinismo social sobre o indivíduo, e Weber faz uso de uma linguagem interpretativa, emque considera o sentido subjetivo da ação individual.

4. (UNESP) A pesquisa e a produção de informações realizadas pelo sociólogo estão baseadas em um compromisso científico com a realidade social. A divulgação pública da pesquisa e da produção de informações deve ser:

a) filtrada ideologicamente, pois pode acarretar maiores conflitos sociais.

b) filtrada politicamente pela classe social detentora do poder e depois transmitida à população.

c) precisa, no entanto deixando de lado questões polêmicas. Estas devem ser transmitidas apenas às agências de financiamento da pesquisa.

d) precisa e correta, sobretudo porque o cidadão tem o direito à informação.

e) correta, sem no entanto haver grandes aprofundamentos técnico-científicos e teórico-metodológicos, pois o povo não entenderia.

Resposta:[D]

5. (CNDL) Leia o texto abaixo e responda às questões a seguir.

O tratamento científico dos fatos sociais – crenças, tendências, práticas do grupo tomadas coletivamente - é tão pouco habitual que algumas das proposições contidas neste livro correm o risco de surpreender o leitor. Todavia, se existe uma ciência das sociedades, é de esperar que ela não se limite a ser paráfrase de preconceitos tradicionais, e, sim, que mostre as coisas de maneira diferente da encarada pelo vulgo; pois o objetivo de toda ciência é descobrir, e toda descoberta desconcerta mais ou menos as opiniões formadas. É preciso que o sociólogo tome resolutamente o partido de não se intimidar com os resultados alcançados pelas pesquisas, quando metodicamente conduzidas, a menos que, em sociologia, se conceda ao senso comum uma autoridade de que há muito tempo não goza nas outras ciências [...].

DURKEIEM, Émile. As regras do método sociológico. (trad.) Maria Isaura Pereira de Queiroz. 13 ed. São Paulo: Nacional, 1987. p. 15. (fragmento).

a) Durkheim se propôs a realizar uma teoria da investigação sociológica, através da transferência do procedimento científico usado nas ciências mais maduras – observação e investigação indireta – para investigação dos fatos sociais. Cite exemplos de fatos sociais.

Resposta: Podem ser citados como exemplos de fatos sociais: as crencas, as tendências, as práticas de grupo tomadas coletivamente.

b) Explique a função da Sociologia tendo por base o trecho seguinte:

“(...) se existe uma ciência das sociedades, é de esperar que ela não se limite a ser paráfrase de preconceitos tradicionais, e, sim, que mostre as coisas de maneira diferente da encarada pelo vulgo; (...)”.

Resposta: Durkheim se propôs a realizar uma teoria da investigação sociológica, através da transferência do procedimento científico usado nas ciências mais maduras - observação e experimentação indireta - para investigação dos fenômenos sociais.

A preocupação de Durkheim era a criar um objeto próprio e independente para a Sociologia. O sociólogo deveria estar preparado para considerar relevantes somente os dados com suficiente grau de objetividade, ou seja, aqueles que se apresentassem isolados de suas manifestações individuais, utilizando a estatística como um instrumento para isolá-las.

Pode-se concluir que Durkheim valorizava o tratamento científico dos fatos sociais.

6. (Unicentro 2012) Um dos temas mais comuns da Sociologia, discutido na vida do trabalho, refere-se ao acúmulo desigual do capital e à luta existentes entre as diferentes classes sociais. Um dos autores clássicos da Sociologia acompanhou as mudanças causadas pela produção industrial, as desigualdades que dela resultaram e escreveu sobre o desenvolvimento do capitalismo. Trata-se, nesse caso, de:

a) Karl Marx.

b) Max Weber.

c) Émile Durkheim.

d) Augusto Comte.

e) Herbert Spencer.

Resposta: [A]

7. (Unimontes 2011) Considerando as obras dos clássicos da Sociologia e seus respectivos autores, associe a 2ª coluna com a 1ª.

1) As regras do método sociológico

( ) Karl Marx (1818-1883)

2) A ética protestante e o espírito do capitalismo

( ) Émile Durkheim (1858-1917)

3) O Capital

( ) Max Weber (1864-1920)

A sequência correta é

a) 3, 1, 2.

b) 1, 2, 3.

c) 2, 1, 3.

d) 3, 2, 1.

Resposta: [A]

8. (UFU 2008) A respeito do contexto histórico de emergência da Sociologia, marque a alternativa correta.

a) A crescente legitimidade científica do saber sociológico, produzido por autores como Auguste Comte e Émile Durkheim, deveu-se à sua forte crítica ao Iluminismo.

b) A Sociologia consolidou-se, disciplinarmente, em resposta aos novos problemas e desafios desencadeados por transformações sociais, políticas, econômicas e culturais, cujos marcos históricos principais foram a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.

c) Um dos principais legados do Iluminismo foi a crítica severa às concepções científicas da realidade social, combinada com a reafirmação de princípios e interpretações de cunho religioso.

d) Herdeira direta das transformações sociais desencadeadas pela Revolução Industrial e pela Revolução Francesa, a Sociologia ignorou os métodos racionais de investigação em favor do conhecimento produzido pelo senso-comum.

Resposta: [B]

(PITÁGORAS) Texto base para as questões 9 e 10.

Pacato Cidadão

(Samuel Rosa e Chico Amaral)


Ô pacato cidadão, te chamei a atenção

Não foi à toa, não

C'est fini la utopia, mas a guerra todo dia

Dia a dia não

E tracei a vida inteira planos tão incríveis

Tramo à luz do sol

Apoiado em poesia e em tecnologia

Agora à luz do sol

Pacato cidadão

Ô pacato da civilização

Ô pacato cidadão, te chamei a atenção

Não foi à toa, não

C'est fini la utopia, mas a guerra todo dia

Dia a dia não

E tracei a vida inteira planos tão incríveis

Tramo à luz do sol

Apoiado em poesia e em tecnologia

Agora à luz do sol

Pra que tanta TV, tanto tempo pra perder

Qualquer coisa que se queira saber querer

Tudo bem, dissipação de vez em quando é bão

Misturar o brasileiro com alemão

Ô pacato cidadão, te chamei a atenção

Não foi à toa, não

C'est fini la utopia, mas a guerra todo dia

Dia a dia não

E tracei a vida inteira planos tão incríveis

Tramo à luz do sol

Apoiado em poesia e em tecnologia

Agora à luz do sol

Pra que tanta sujeira nas ruas e nos rios

Qualquer coisa que se suje tem que limpar

Se você não gosta dele, diga logo a verdade

Sem perder a cabeça, perder a amizade

Consertar o rádio e o casamento é

Corre a felicidade no asfalto cinzento

Se abolir a escravidão do caboclo brasileiro

Numa mão educação, na outra dinheiro.

Pacato cidadão

Ô pacato da civilização


9. Quais elementos o Skank apresenta, nessa canção, que podem contribuir para uma análise sociológica?

Resposta: O fim da utopia, o cotidiano a ser enfrentado, o cidadão pacato diante da realidade, a alienação diante da TV, a pluralidade cultural e racial, o meio ambiente e sua depredação, relações afetivas e desigualdade social.

10. Tomando a letra da música do Skank como referência, faça uma síntese da unidade. Quais são as suas conclusões?

Resposta: A Sociologia é uma ciência relativamente nova, que estuda os padrões de comportamento da sociedade, a partir do "estranhamento" ou da "desnaturalização" do que parece natural, para compreender razões sociais para problemas sociais.

Durkheim propõe um "tratamento científico" dos fatos sociais - crenças, tendências, práticas do grupo tomadas coletivamente". Weber pretende entende a ação social e, a partir daí, explicar seu desenvolvimento e efeito. Marx só vê sentido numa ciência se a aparência e a essência das coisas não se confudirem.

A música "Pacato Cidadão" sugere uma leitura sociológica das coisas do cotidiano de um cidadão, que encontra absorvido pela sociedade.

Questões extras

1. (CNDL) Leia o trecho a seguir e relacione com a função da Sociologia: “Cabe à sociologia enxergar além das aparências, do senso comum ou a partir dele. Cabe, ainda, “desnaturalizar” (explicar) o que para todos parece natural. Esse “olhar” sociológico é chamado de “estranhamento” em relação aos acontecimentos da realidade”.

Resposta: A sociedade cria relações que se tornam constantes, cotidianas, comuns, frequentes entre as pessoas e, ao estranhá-las, tornam-se eficazes instrumentos para uma análise sociológica.

2. (CNDL) Com relação às características da disciplina Sociologia, avalie os itens abaixo.

I. A sociologia surge, em meio a uma transformação do mundo, como instrumento de análise, de reflexão e argumento para a ação da própria transformação.

II. Marx aborda, com profundidade, as relações internas do sistema capitalista, denunciando um novo tipo de relação de trabalho: os trabalhadores assalariados.

III. Weber elabora uma resposta para a criação e consolidação do capitalismo a partir da ideia de que uma conjugação de fatores históricos, econômicos, sociais e religiosos foi responsável pelas mudanças que propiciaram o surgimento de tal sistema.

IV. Durkheim desenvolve uma análise da sociedade a partir da observação de uma série de mudanças nas relações sociais (que, cada vez mais, se tornam mais complexas).

V. Durkheim e Marx fazem uso de uma linguagem estrutural em que há um determinismo social sobre o indivíduo, e Weber faz uso de uma linguagem interpretativa, em que considera o sentido subjetivo da ação individual.

Assinale:

a) se apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.

b) se apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas.

c) se apenas as afirmativas II , III e V estão corretas.

d) se apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas.

e) se todas as afirmativas estão corretas.

Resposta:[E]

3. (Ueap 2011) Quanto ao objetivo da sociologia, analise as afirmativas que seguem:

I. A sociologia deve se preocupar em somente explicar a sociedade.

II. A sociologia tem como função encontrar soluções para a vida social.

III. A sociologia tem como função buscar explicações para os problemas sociais.

IV. A sociologia tem como única função encontrar soluções para a vida social.

V. A sociologia tem também o papel de comparar as sociedades e proceder a classificação das mesmas.

Marque a alternativa correta.

a) Apenas as alternativas I e IV são verdadeiras.

b) Apenas as alternativas I, II e III são verdadeiras.

c) Apenas as alternativas II, III e V são verdadeiras.

d) Apenas as alternativas I e V são verdadeiras.

e) Todas as alternativas são verdadeiras.

Resposta:[C]

SEGUNDA SÉRIE

1. (Uem 2010) A respeito do multiculturalismo, assinale (V) verdadeiro ou (F) falso.

01) Multiculturalismo diz respeito a uma ação política que busca o reconhecimento institucionalizado da diversidade cultural. ( )

02) As ações políticas multiculturalistas afirmam que o modelo de cidadania criado pelo liberalismo é marcado pelas características culturais dos grupos socialmente dominantes. ( )

04) É um fato comprovado e aceito pelos cientistas sociais que o reconhecimento das demandas de grupos particulares por tratamento político diferenciado implica o fracionamento das nações e o abandono da convivência democrática. ( )

08) Existe um vínculo entre as políticas multiculturalistas contemporâneas e as lutas pelos direitos das minorias, que encontram suas raízes nos anos 1960. ( )

16) Por ser oriunda de países anglo-saxões, a adoção de ações políticas multiculturalistas, em nações latino-americanas, é claramente uma importação de problemas estranhos à realidade democrática e igualitária desses povos. ( )

Resposta: [V, V, F, V, F]

(CNDL) A sociedade-cultura de consumo pós-moderna está associada à complexidade humana, ou seja, envolve seus valores, desejos, hábitos, gostos e necessidades numa escala extremamente intensificada. No contexto pós-moderno, a estetização da vida cotidiana e o triunfo do signo retratam a subordinação da produção ao consumo sob a forma de marketing, com uma ascensão cada vez maior do conceito de produto, do design e da publicidade.

2. Utilizando-se de suas ideias, argumente sobre a sociedade-cultura de consumo.

Resposta: A sociedade cultura de consumo reduz o indivíduo à condição de consumidor como consequência da automatização do sistema de produção.

3. Explique o slogan: “já não consumimos coisas, mas somente signos”.

Resposta: Na sociedade pós-moderna, o objeto do desejo necessariamente não são as coisas palpáveis, mas, mais do que as coisas, o que elas representam. O significado que elas tem, o status que elas oferecem.

4. (Uem 2010) “Desde a inauguração da TV digital brasileira, a transmissão analógica tem sido mantida e os dois tipos de sinal funcionam simultaneamente. De acordo com o cronograma estabelecido pelo governo federal, todas as emissoras do país deverão passar a transmitir suas programações também em sinal digital até 2013 e o desligamento do sinal analógico está previsto para 2016. A TV analógica cobre, atualmente, 99,84% dos municípios brasileiros, segundo dados do Fórum SBTV.

Os televisores estão presentes em 95,22% dos lares, ultrapassando, inclusive, o número de casas com geladeira, de acordo com a Eletros.”

(VASCONCELOS, Fernanda; ROSSI, Renata. “TV digital: debates em torno do novo sistema”. Com Ciência: revista eletrônica de divulgação científica da SBPC. Dossiê especial TICs, n.110, 10 de agosto de 2009).

Considerando o texto acima e os seus conhecimentos sobre o tema cultura midiática e relações sociais, assinale (V) verdadeiro ou (F) falso.

01) Um dos programas de maior popularidade e lucratividade da televisão brasileira é a telenovela, produção massiva e seriada típica da indústria cultural. ( )

02) As inovações tecnológicas nos modos de transmissão de sinais causam a transformação imediata das concepções de entretenimento estabelecidas pela televisão, no século XX. ( )

04) Um dos recursos diferenciais que a TV digital oferece é a maior possibilidade de interatividade, ampliando a exploração de seu potencial comercial, isto é, de venda de produtos e serviços para a audiência. ( )

08) A mudança da tecnologia analógica para a digital influencia diretamente o parque industrial de eletrônicos e eletrodomésticos, ao aumentar a demanda por novos aparelhos. ( )

16) Os aparelhos televisivos têm pouca influência nos lares rurais brasileiros, consequentemente, o hábito de ver televisão constitui-se num estilo de vida eminentemente urbano. ( )

Resposta: [V, V, V, V, F]

5. (UEM) Considerando o shopping center como um dos espaços contemporâneos nos quais as relações sociais podem se estabelecer, assinale o que for correto.

I - Sua origem está nas lojas de departamento do século XIX, na medida em que esses espaços, como aqueles, constituem-se em lugares de encontro e de sociabilidade burguesa.

II – O seu sistema de comercialização é baseado em um tipo de ação social tradicional, tendo por fundamento os costumes arraigados e as relações familiares.

III - As decisões de implantação e de construção desse estabelecimento são geralmente tomadas por pequenos empreendedores, motivados pelo interesse em promover projetos de desenvolvimento social.

IV – Trata-se de um espaço público, pois incorpora, no formato de uma “cidade artificial”, todas as dimensões de direitos e de participação política encontradas na “cidade real”.

V – Ao associar as mercadorias a diversas formas de espetáculos, ele transforma o consumo de necessidades em consumo orientado pelo prazer.

Estão corretas:

a) I e II

b) I e V

c) II e III

d) III e IV

e) IV e V

Resposta: [B]

6. (CNDL) Leia o texto a seguir, letra da música “Choppis Centis”, composta por Dinho e Júlio Rasec, integrantes do grupo Mamonas Assassinas, em 1995.

Chopis Centis

Eu dí um beju nela... e chamei pra passear...

A gente fomos no shopping, pra mode a gente lanchá...

Comi uns bicho estranho, com um tal de gergelim.

Até que tava gostchoso, mas eu prefiro aipim.

Quantcha gente, quantcha alegria,

A minha felicidade

É um crediário

Nas Casas Bahia.

Esse tal Chopis Centis... é muitcho legalzinho,

Pra levar as namorada e dá uns rolêzinho.

Quando eu estou no trabalho,

Não vejo a hora de descer dos andaime

Prá pegar um cinema ver o "xuasineguer",

Tombém o Van "Diaime" (...)

FERREIRA, Martins. Como usar a música na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2006. 5ª edição. p. 50.

A letra da música apresenta alguns aspectos relacionados ao processo de migração e integração de nordestinos nos grandes centros urbanos do país. De acordo com a letra dessa música é INCORRETO afirmar que:

a) nessa canção encontramos a imagem do migrante que se adaptou à grande cidade, podendo ser tanto um jovem recém-chegado à metrópole e contente com suas melhores condições, quanto o jovem filho de um antigo migrante que foi para a cidade grande e nela se fixou e progrediu.

b) a personagem dessa canção manifesta claramente o desejo de retornar para sua terra de origem, devido à sua não adaptação ao padrão de vida metropolitano, e ainda, em razão do preconceito sofrido na cidade grande.

c) a letra não deixa explícito que se trata de um jovem ligado ao processo de mudança de alguma outra região e com condição para a vida urbana, porém há fortes indícios que apontam para isso, como o sotaque com o qual a canção é interpretada.

d) a pronúncia diferenciada de certas palavras, a surpresa com as novidades e, principalmente, alguns versos que aproximam as condições de vida e os hábitos desse jovem aos de milhares de outros migrantes que vivem nas grandes cidades brasileiras.

e) trata-se de um trabalhador da construção civil, que apesar do baixo salário, se sente feliz por passear no shopping center e conseguir adquirir produtos no crediário de uma loja de eletrodomésticos.

Resposta: [B]

7. (UFRJ) De acordo com teóricos culturalistas, os motivos que governam nossas escolhas entre lojas e shoppings, marcas e grifes, estilos e gostos são:

a) metáforas psicológicas, do desejo, oníricas;

b) relações sociais de identidades, grupos, produtos;

c) instintos humanos, primitivos, inatos;

d) relações econômicas, necessidades, orçamentos;

e) relações de prestígio, estamento, poder.

Resposta:[E]

8. (Ufu 2009) Uma das superstições características da cultura popular é a relativa ao mês de agosto, considerado mês de mau agouro, quando nenhuma decisão importante deve ser tomada: não se deve fechar negócios, nem marcar casamentos ou fazer mudanças de qualquer espécie. O Jornal Correio de Uberlândia, em agosto de 2008, publicou reportagem que atestava mudanças desse comportamento, durante o referido mês, tais como: realizações de casamentos, de mudanças de residências, ou de negócios em andamento ou, ainda, salões de beleza com movimento normal para “mudanças de visual”.

Considerando o enunciado acima e o conceito antropológico de cultura, marque a alternativa correta.

a) Só há pureza e autenticidade nas manifestações provindas da zona rural, não contaminadas pelas vertiginosas transformações do mundo urbano.

b) As práticas culturais não são congeladas no tempo, são partes integrantes da história e estão em processo de transformação com a própria história.

c) As manifestações culturais populares passam por um processo de descaracterização, pois para permanecerem autênticas e tradicionais devem reproduzir integralmente o passado e evitar mudanças.

d) As verdadeiras práticas tradicionais não se alteram com o tempo e são reproduzidas da mesma forma como foram originadas.

Resposta: [B]

9. (CNDL) Explique qual influência a sociedade de consumo pode exercer nas pessoas.

Resposta: No contexto pós-moderno, a pluralidade de consumidores é considerada através de um processo governado pelo jogo da imagem, do estilo, do desejo e dos signos e distribui-lhes estilos de vida de acordo com os critérios de mercado. Essa mercantilização do consumo participa diretamente dos processos da contínua reformulação das condições de vida cotidiana, é geradora da chamada "experiência mercantilizada" da vida e estimula o crescimento econômico ao estabelecer padrões reguladores de consumo promovidos pela propaganda e outros métodos, também força as pessoas a lidarem com a descartabilidade, com a novidade e as perspectivas de obsolescência instantânea.

10. (Ufu 2001) O respeito à diversidade cultural tornou-se consenso entre os cientistas sociais a partir dos estudos realizados em diferentes sociedades. Posteriormente tal atitude foi incorporada como um princípio por órgãos internacionais como a ONU (Organização das Nações Unidas). Porém, os mesmos pesquisadores concluíram também que o respeito à diferença cultural não é a forma comum de os indivíduos atuarem no cotidiano. O etnocentrismo e o racismo são atitudes recorrentes em muitas sociedades.

a) Qual a diferença conceitual entre racismo e etnocentrismo?

Resposta:

Etnocentrismo é uma atitude na qual a visão ou avaliação de um grupo social sempre seria baseada nos valores adotados pelo seu grupo, como referência, como padrão de valor. Trata-se de uma atitude discriminatória e preconceituosa. Basicamente, encontramos em tal posicionamento um grupo étnico considerar-se como superior a outro.

Não existem grupos superiores ou inferiores, mas grupos diferentes. Um grupo pode ter menor desenvolvimento tecnológico (como, por exemplo, os habitantes anteriores aos europeus que residiam nas Américas, na África e na Oceania) se comparado a outro mas, possivelmente, é mais adaptado a determinado ambiente, além de não possuir diversos problemas que esse grupo "superior" possui.

Racismo:

O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade.

b) Por que os cientistas sociais e órgãos internacionais entendem que tais práticas são inaceitáveis?

Questões extras

1. (CNDL) Observando a realidade da sociedade brasileira, dê exemplos da cultura de consumo presentes nos dias atuais.

Resposta: A cultura de consumo se manifesta no desejo ilusório que o produto oferece. Compre o cigarro e seja livre; Tome o refrigerante e sinta emoção; Utilize o banco tal e seja único.

2. (Ufpr 2009) A diversidade cultural que esteve presente na origem e na formação do Brasil ainda caracteriza nossa sociedade. Cite três elementos que atestam essa diversidade e comente cada um deles.

Resposta: Pode-se mencionar a diversidade religosa, artística, linguística, etc.


3. (Ufu 2002) Disserte sobre as diferenças entre os conceitos de desigualdade social e diversidade cultural.

TERCEIRA SÉRIE

1. (CPS) Uma nova civilização está emergindo - a civilização planetária, que vem sob o nome de 'mundialização' e de 'globalização' - e é um processo irreversível. Estamos superando os limites dos estados-nações e rumando para a construção de uma única sociedade mundial, que demanda uma direção central para as questões que dizem respeito a todos os humanos, como a alimentação, a água, a atmosfera, a saúde, a moradia, a educação, a comunicação e a salvaguarda da terra.

Mas estamos ainda na fase de globalização competitiva, oposta à globalização cooperativa.

(Adaptado de "Leonardo Boff, obra citada".)

Avaliando as idéias expostas no texto, pode-se argumentar que o autor:

a) posiciona-se contra a mundialização cooperativa e a globalização competitiva.

b) apóia a globalização, porque ela poderá introduzir a mundialização e a civilização planetária.

c) sugere a adoção de um único padrão cultural para as nações, em substituição às suas identidades culturais.

d) propõe que um único país administre as questões fundamentais para a sobrevivência da humanidade.

e) considera que a civilização planetária já emergiu, mas ainda não acompanhada de cooperatividade.

2. (PITÁGORAS) Observe os dados da FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação – e responda ao que se pede:

  • 25 mil pessoas morrem, a cada dia, em consequência da fome e da pobreza.
  • 854 milhões de pessoas não têm comida suficiente: número maior do que as populações dos Estados Unidos, Canadá e União Europeia.
  • 820 milhões de pessoas, nos países em desenvolvimento, passam fome. Dessas, uma em cada quatro vive na África subsaariana.
  • 524 milhões de famintos do mundo vivem no sul da Ásia – mais do que as populações da Austrália e dos Estados Unidos.
  • Na década de 1990, a pobreza caiu 20%. Mas o número de pessoas famintas aumentou para 18 milhões.
  • Mais de 60% das pessoas cronicamente famintas são mulheres.
  • 200 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade sofrem de má nutrição aguda ou crônica.
  • Cada ano morrem mais de 5 milhões de crianças de subnutrição e deficiências de vitaminas e minerais essenciais.

Diante dos dados apresentados e junto com seus conhecimentos, explicite maneiras de solucionar o problema da fome no mundo.

3. (UECE) A globalização tem sido vista, de maneira muito simplificada, como simples abertura de fronteiras e geração de um espaço mundial comum. É natural a construção ideológica segunda a qual nosso mundo encolheu dramaticamente e qualquer ponto do planeta está a nosso alcance, através do teclado do computador ou da tela da televisão. Considere os seguintes itens a respeito da globalização:

I - A produção globalizada e a informação globalizada permitem a emergência de um lucro em escala mundial, buscado pelas firmas globais que constituem o verdadeiro motor da atividade econômica contemporânea.

II - A globalização é o estágio supremo da internacionalização e o maior destaque desse mais recente período é o extraordinário progresso das ciências e das técnicas, a permitir que o mundo se torne socialmente mais justo e igualitário.

III - Num mundo globalizado, as realidades geográficas se renovam, contribuindo para vivermos num espaço sem fronteiras, uma aldeia global onde todos podem conhecer extensivamente e profundamente o planeta.

É(são) correta(s) apenas

a) I e III

b) II e III

c) II

d) I

4. (UFC) O processo de globalização tem, na atualidade, provocado grandes mudanças tanto na esfera econômica, financeira e política quanto na vida social e cultural dos povos e nações, em escala mundial. A esse respeito, é possível afirmar, de modo correto, que:

a) a maioria das instituições financeiras globais tem suas sedes localizadas nos países subdesenvolvidos.

b) o avanço das telecomunicações e da informática e o uso da Internet são fundamentais para os fluxos financeiros mundiais.

c) o Estado intervém diretamente na economia por meio de potentes investimentos no setor industrial, fortalecendo, assim, as empresas estatais.

d) as transformações políticas, econômicas, sociais e tecnológicas dão-se, da mesma forma, nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos.

e) os blocos econômicos regionais são constituídos com o objetivo único de formação de alianças para defender a autonomia política dos países membros.

5. (CFTMG) O mundo contemporâneo é marcado pelo processo de globalização. Embora não ocorra de maneira uniforme, esse processo tem desencadeado:

a) a redução das desigualdades de desenvolvimento, através da expansão geográfica das empresas multinacionais.

b) o aumento do desemprego e, com ele, a disseminação da pobreza também nos países ricos.

c) a distribuição mais eqüitativa da renda, tanto a nível mundial quanto a nível nacional.

d) o fim das fronteiras entre as nações, primeiro passo na direção da constituição de uma cidadania mundial.

6. (UEMS 2010) A modernização e o crescimento das redes de transporte, por exemplo, o ferroviário, foram fenômenos decisivos para a consolidação do capitalismo como um sistema econômico e social de escala mundial. Entretanto, durante muitos anos, essa escala foi fortemente disciplinada pela importância dos Estados Nacionais. Ao longo da segunda metade do século XX, transformações como o enfraquecimento dos Estados Nacionais, formação e fortalecimento de diversos organismos internacionais (Organização das Nações Unidas, Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial), grandes avanços no campo da informática, digitalização dos processos de comunicação, entre outros, produziram um novo fenômeno de ampliação do alcance do capitalismo. Esse fenômeno ficou conhecido como:

a) evolucionismo.

b) globalização.

c) mercantilização.

d) desenvolvimentismo.

e) industrialização.

Resposta: [B]

7. (CNDL) Observe atentamente a charge a seguir e apresente uma interpretação sociológica aceitável da mesma.

8. (UERJ)

Multinacionais de alimentos agravam pobreza

Documento da ActionAid, apresentado no Fórum Social Mundial de 2011, revela que um pequeno grupo de empresas domina a maior parte do comércio mundial de itens como trigo, café, chá e bananas. Um terço de todo o alimento processado do planeta está nas mãos de apenas 30 empresas. Outras 5 controlam 75% do comércio internacional de grãos. Do total da produção e da venda de agrotóxicos, também 75% são dominados por 6 companhias, e uma única multinacional, a Monsanto, detém 91% do setor de produção e venda de sementes.

adaptado de www.observatoriosocial.org.br

O texto faz referência ao processo de modernização da agropecuária mundial, com a formação e a expansão de complexos agroindustriais.

9. (PITÁGORAS) Leia o trecho a seguir e relacione o conteúdo com a globalização: “A questão agrária hoje se alia a outras questões, tais como: a questão energética, a questão ecológica, a questão urbana e a questão das desigualdades regionais."


10. (PITÁGORAS) Aponte três fatores principais para a ocorrência da crise de alimentos e explique-os.

Questões extras

1. (UERJ 2012)
A Conferência de Copenhagen (COP-15), em 2009, foi mais uma reunião realizada com o objetivo de estabelecer um novo acordo global sobre clima, baseado no conceito do desenvolvimento sustentável.

Apresente a meta principal da proposta de desenvolvimento sustentável. Em seguida, defina os processos planetários denominados “efeito estufa” e “aquecimento global”.

2. (PITÁGORAS) Observe a charge a seguir

Explique qual é a crítica apresentada nessa charge.


3. (UFU) "A ordem global busca impor, a todos os lugares, uma única racionalidade. E os lugares respondem ao Mundo segundo os diversos modos de sua própria racionalidade [...]. A ordem global funda as escalas superiores ou externas à escala do cotidiano. Seus parâmetros são a razão técnica e operacional, o cálculo de função, a linguagem matemática. A ordem local funda a escala do cotidiano, e seus parâmetros são a co-presença, a vizinhança, a intimidade, a emoção, a cooperação e a socialização com base na contigüidade."

SANTOS, Milton. "A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção". São Paulo: Edusp, 2002, p. 338-339.

Sobre o processo de globalização tratado acima, assinale a alternativa correta.

a) A cultura é também a base por meio da qual se constroem poderosos vínculos de identidades coletivas que desafiam de múltiplas maneiras a homogeneização e o cosmopolitismo.

b) A globalização elimina as diferenças, singularidades e particularidades que pontilham a esfera da cultura, pois os fluxos globais de informação impõem uma complexa morfologia cultural.

c) A produção cultural constitui o mais importante setor da economia moderna, visto que todos os lugares são igualmente receptivos a suas mercadorias, pois todas as pessoas que neles vivem recebem ou interpretam imagens e apelos publicitários da mesma maneira.

d) A "sociedade em rede", produto da era das telecomunicações globais, não possui fronteiras sociais e geográficas, unifica populações e lugares, pois ela trata apenas de desigualdades sociais e econômicas.









Nenhum comentário:

Postar um comentário